Momento Musical Italiano: Domenico Modugno & Negramaro

Momento Musical Italiano: Domenico Modugno & Negramaro

Ciao ragazzi, ritorniamo con il nostro momento musicale. Questa volta parleremo di Domenico Modugno, considerato uno dei padri della canzone italiana. Una delle sue canzoni più famose è Volare, che ha fatto sognare non solo gli italiani ma anche gli stranieri. Parleremo anche di un famoso gruppo salentino chiamato Negramaro che ha fatto il cover della canzone Meraviglioso, sempre di Modugno.

Domenico_Modugno

Domenico Modugno

Nasceu em Poligno a Mare, em 9 de janeiro de 1928, e faleceu em Lampedusa, em 6 de agosto de 1994. É considerado um dos expoentes da canção italiana e um dos mais fecundos artistas, pois escreveu cerca de 230 canções, atuou em 38 filmes para o cinema e sete para a televisão. Recitou também em 13 espetáculos teatrais, conduziu programas televisivos, venceu por quatro vezes o Festival de Sanremo. É conhecido mundialmente pela canção “Nel blu dipinto di blu”, que lhe conferiu o primeiro prêmio a Sanremo, em 1958, rebatizada, quase que imediatamente, pelo público como “Volare”, que se tornou, em pouco tempo, uma das canções italianas mais conhecidas no mundo: foram vendidas cerca de 800.000 cópias na Itália e 22 milhões em todo o mundo. Modugno é também um dos cantores italianos que mais vendeu discos nos Estados Unidos, sem ter que gravá-los em inglês.

 

In una stazione radio del Michigan o dell’Indiana, chi si ricorda, arrivò un signore con il disco mio e lo mandò in onda: il giorno dopo si ebbero duemila telefonate di gente che voleva risentirlo. Lo rimandò in onda: il giorno appresso altre duemila telefonate. L’exploit di Volare nacque così.” (Domenico Modugno)

Volare Voar
Penso che un sogno così non ritorni mai più Penso que um sonho assim não volte nunca mais
Mi dipingevo le mani e la faccia di blu Eu pintava as mãos e o rosto de azul
Poi d’improvviso venivo dal vento rapito Depois de improviso eu era pelo vento raptado
E incominciavo a volare nel cielo infinito E começava a voar no céu infinito
Volare oh, oh Voar oh, oh
Cantare oh, oh, oh Cantar oh, oh
Nel blu dipinto di blu No azul pintado de azul
Felice di stare lassù Feliz de estar lá em cima
E volavo, volavo felice più in alto del sole E voava, voava feliz mais alto do que o sol
Ed ancora più su E ainda mais para cima
Mentre il mondo pian piano spariva lontano laggiù Enquanto o mundo pouco a pouco desaparecia lá em baixo
Una musica dolce suonava soltanto per me Uma música doce tocava apenas para mim
Volare oh, oh Voar oh, oh
Cantare oh, oh, oh Cantar oh, oh
Nel blu dipinto di blu No azul pintado de azul
Felice di stare lassù Feliz de estar lá em cima
Ma tutti i sogni nell’alba svaniscon perché Mas todos os sonhos se vão ao amanhecer porque
Quando tramonta la luna li porta con sé Quando a lua se põe os leva consigo
Ma io continuo a sognare negli occhi tuoi belli Mas eu continuo a sonhar nos teus belos olhos
Che sono blu come un cielo trapunto di stelle Que são azuis como um céu repleto de estrelas
Volare oh, oh Voar oh, oh
Cantare oh, oh, oh Cantar oh, oh
Nel blu degli occhi tuoi blu No azul dos teus olhos azuis
Felice di stare quaggiù Feliz de estar aqui
E continuo a volare felice più in alto del sole E continuo a voar feliz mais alto do que o sol
Ed ancora più su E mais para cima
Mentre il mondo pian piano scompare negli occhi tuoi blu Enquanto o mundo pouco a pouco desaparece nos teus olhos azuis
La tua voce è una musica dolce che suona per me A tua voz é uma música doce que toca para mim
Volare oh, oh Voar oh, oh
Cantare oh, oh, oh Cantar oh, oh
Nel blu degli occhi tuoi blu No azul dos teus olhos azuis
Felice di stare quaggiù Feliz de estar aqui
Nel blu degli occhi tuoi blu (bis) No azul dos teus azuis
Felice di stare quaggiù Feliz de estar aqui
Con te Com você

negramano

Uma outra canção também muito conhecida é Meraviglioso, que apesar da pouca atenção recebida no momento de seu lançamento, tornou-se, igualmente, uma das canções mais célebres e mais amadas de Modugno, graças, sobretudo, à regravação em 1971, com um novo arranjo. Em 2008, foi reinterpretada pelo grupo salentino Negamaro, sendo apresentada, pela primeira vez, em 31 de maio do mesmo ano no Stadio di San Siro, em Milão, e, em seguida, inserido no álbum da banda San Siro Live. Essa belíssima canção permaneceu em primeira posição das paradas de sucesso por meses. Foi um sucesso enorme, sobretudo entre os jovens que puderam conhecer um sucesso tão antigo de uma dos mais amados cantores dos últimos tempos, do tempo em que eles nem sonhavam nascer. O cover de Meraviglioso entrou em rotação radiofônica em 24 de novembro de 2008, sendo incluído na coluna sonora do filme Italians, de Giovanni Veronesi.

O videoclipe da canção foi gravado totalmente em preto e branco no bairro EUR de Roma, contando com a participação de Carlo Verdone e Riccardo Scamarcio. A banda salentina, juntamente com Verdone e Scamarcio, prestam homenagem ao filme, de Wim Wenders, Il cielo sopra Berlino, interpretado por anjos vestidos de preto.

Meraviglioso non fu capita immediatamente, e Renzo Arbore lo ha riconosciuto di recente in una trasmissione televisiva confessando che anche lui si adoperò nella giuria dell’epoca perché la canzone venisse scartata, in quanto non adatta al Festival di San Remo. Lo stesso Arbore l’ha poi indicata come la sua canzone preferita attuale.” (Domenico Modugno)

(Fonte: Wikipédia)

Meraviglioso Maravilhoso
E’ vero É verdade
credetemi è accaduto acreditem-me, aconteceu
di notte su di un ponte à noite, em cima de uma ponte
guardando l’acqua scura Olhando a água escura
con la dannata voglia com uma vontade danada
di fare un tuffo giù de me jogar
D’un tratto De repente
qualcuno alle mie spalle alguém atrás de mim
forse un angelo talvez um anjo
vestito da passante vestido normalmente
mi portò via dicendomi così: levou-me embora, dizendo-me assim:
Meraviglioso Maravilhoso
ma come non ti accorgi Mas como você não percebe
di quanto il mondo sia O quanto o mundo é
meraviglioso maravilhoso
Meraviglioso Maravilhoso
perfino il tuo dolore Até mesmo a sua dor
potrà apparire poi poderá parecer mais tarde
meraviglioso maravilhosa
Ma guarda intorno a te Mas olhe ao seu redor
che doni ti hanno fatto: Os presentes que lhe deram:
ti hanno inventato Inventaram-lhe
il mare o mar
Tu dici non ho niente Você diz que não tem nada
Ti sembra niente il sole! Parece-lhe nada o sol!
La vita A vida
l’amore o amor
Meraviglioso Maravilhoso
il bene di una donna o bem de uma mulher
che ama solo te que amo somente a você
meraviglioso maravilhoso
La luce di un mattino A luz da manhã
l’abbraccio di un amico O abraço de um amigo
il viso di un bambino o rosto de uma criança
meraviglioso maravilhoso
meraviglioso maravilhoso
meraviglioso maravilhoso
meraviglioso maravilhoso
Ma guarda intorno a te Mas olhe ao seu redor
che doni ti hanno fatto: Os presentes que lhe deram:
ti hanno inventato Inventaram-lhe
il mare o mar
Tu dici non ho niente Você diz que não tem nada
Ti sembra niente il sole! Parece-lhe nada o sol!
La vita A vida
l’amore o amor
Meraviglioso Maravilhoso
il bene di una donna O bem de uma mulher
che ama solo te que ama somente a você
meraviglioso maravilhoso
La notte ora finita A noite que acabou de findar
e ti sentivo ancora e eu ainda te sinto
l’amore della vita o amor da vida
Meraviglioso Maravilhoso
Meraviglioso Maravilhoso…

Arrivederci e buon ascolto!

Cláudia

Cláudia Lopes

Claudia Lopes é formada em letras pela UFRJ (português – italiano). Morou 8 anos na Itália, lecionou português na Università degli Studi di Bari; fala inglês fluentemente e estuda alemão. Mantém atualmente o site Affresco Italiano.

Mostrar 8 comentários