Roma: os Museus Vaticanos

museiCiao, ragazzi! Oggi parleremo di Roma Caput Mund. Siete pronti per una gita turistica in una delle città più belle del mondo? Faremo una sequenza di post in cui troverete informazioni su alcuni dei punti turistici più visitati a Roma. Pubblicheremo anche informazioni riguardanti a come acquistare i biglietti per i musei, riservare una stanza d’albergo e tante altre cose!

Falar de Roma não é tarefa fácil, considerando a sua grandiosidade e a sua história. Roma é uma daquelas cidades que nos foge das mãos, que é cosmopolita e ao mesmo tempo provinciana, amada pelos seus habitantes, embora estes se lamentem do caos com que convivem diariamente, sobretudo em relação ao trânsito. Contudo, é também uma cidade que nos convida a relaxar e a esquecer do tempo, pois, afinal, Roma é a cidade eterna por excelência, levando-nos a caminhar sem destino e, se tivermos sorte, a admirar o entardecer às margens do rio Tevere.

Escolher um percurso que nos leve a conhecer Roma também não é fácil, pois, aonde quer que se vá, somos tragados por sua imensa beleza, pela beleza de suas praças, museus e obras de arte expostas a céu aberto. Logo, pensamos em começar por um ícone da cultura cristã, isto é, pelo Vaticano, mais precisamente, pelos Museus Vaticanos. Não há palavras que possam descrever toda a beleza que os nossos olhos são capazes de captar; tem-se a sensação de mergulhar em um mar infinito, repleto de mistérios.

Os Museus Vaticanos (Musei Vaticani), fundados pelo papa Júlio no século XVI, estão localizados no viale Vaticano, em Roma, e constituem um dos maiores aglomerados de arte do mundo, pois expõem enormes coleções de obras de arte acumuladas no decorrer dos séculos pelos diversos pontífices romanos. A Capela Sistina, inspirada no templo de Salomão do Antigo Testamento, e os apartamentos papais, ornamentados por afrescos de Michelangelo, Rafaello e Botticelli, fazem partes das obras que os visitantes podem admirar durante o percurso estabelecido pela instituição. Todos os anos, mais de 5 milhões de pessoas vão à Itália para admirar as obras de arte expostas nos 7 km de salas e corredores que compõem os Musei Vaticani, que são, por isso, o sexto museu mais visitado no mundo. Trata-se de instituições independentes entre si, das quais algumas possuem subseções relativamente autônomas. Existe também uma série de outros espaços dentro dos palácios da cidade do Vaticano, como, por exemplo, galerias e capelas, cujo valor arquitetônico, histórico e artístico suscita grande interesse, quer por parte dos visitantes, quer por parte de estudiosos.

Lembro-me bem que, quando visitei a Capela Sistina com a minha querida amiga Luciana Rodrigues, fiquei maravilhada, com os olhos marejados de lágrimas diante de tanta beleza, pois me senti infinitamente pequena sob um teto monumental, recoberto de imagens seculares, como a Criação e o Juízo Final. Ao término de um longo corredor, também repleto de obras de arte, por uma pequena porta, entra-se na Capela, e, nesse momento, somos literalmente tragados pela arte, ficamos perplexos e sem saber para qual afresco olhar, sentindo-nos inebriados ao contemplar tamanha beleza e genialidade. Acredito que a imagem que mais nos encanta é a Criação de Adão, em meio a um céu infinito, onde Criador e Criatura se espelham e se perdem um no outro.

sistina

A criação de Adão

No entanto, a Capela Sistina não foi criada, inicialmente, para ser um aglomerado de tesouros artísticos, pois é, acima de tudo, uma capela consagrada e sacra há mais de quinhentos anos, onde se celebram importantes funções litúrgicas, sendo, desse modo, um ícone máximo da cristandade. Um dos eventos mais importantes, e talvez o mais conhecido, que se realiza no coração da Capela, é o Conclave, ou seja, a eleição do novo pontífice, cujo último se deu em março de 2013, com a eleição do nosso querido Papa Francisco.

Naturalmente, o turista que se propuser visitar os Museus Vaticanos, no período de férias e, sobretudo, durante o dia, terá que enfrentar grandes filas para entrar! Por isso, damos aqui uma boa dica de visita noturna publicada pela Luciana Rodrigues, no blog Turismo em Roma. Este ano as visitas foram agendadas de 24 de abril a 31 de julho, e de 4 de setembro a 30 de outubro, todas as sextas-feiras. Se desejarem, é possível fazer um visita virtual à Capela Sistina clicando aqui.

(fonte: Wikipedia)

Arrivederci e buon viaggio!

TAGS
Cláudia

Cláudia Lopes

Claudia Lopes é formada em letras pela UFRJ (português - italiano). Morou 8 anos na Itália, lecionou português na Università degli Studi di Bari; fala inglês fluentemente e estuda alemão. Mantém atualmente o site Affresco Italiano.

Mostrar 4 comentários

  • 30/07/15  
    jose luiz romao diz: 1

    olá esta matéria é muita boa gostei muito , gostei das foto principalmente do postal do rio tevere – ponte sant angelo e tambem tudo que li . obrigado até

    • 31/07/15  
      Claudia Lopes diz:

      Buongiorno José Luiz,

      Que bom que gostou da matéria. Estamos elaborando outras que serão bem interessantes para quem deseja ir dar umas voltas pela Itália.
      Arrivederci!

  • 31/07/15  
    Luciana Rodrigues - Turismo em Roma diz: 2

    Obrigada, queridos!

    • 31/07/15  
      Claudia Lopes diz:

      De nada, minha amiga :)
      Boas férias!!!!
      Cla