O verbo STARE em italiano

Ciao Ragazzi! Tutto a posto? A dica de hoje será sobre o uso e particularidades do verbo STARE, cuja conjugação é “io sto, tu stai, Lei/lui/lei sta, noi stiamo, voi state, loro stanno”. Já vimos anteriormente o verbo ESSERE, vocês se lembram? (vi ricordate?).

É muito frequente, porém, que na língua italiana o verbo “stare” seja usado no lugar do “essere” principalmente em frases que indicam o comportamento ou o estado de ânimo (stato d’animo) de uma pessoa: stare in ansia/essere in ansia, stare attento/essere attento [estar ansioso; estar atento], embora esta troca seja verificada sobretudo na parte meridional da Itália, questão que abordaremos mais detalhadamente em um segundo momento. Logo a baixo, listamos alguns casos com o verbo STARE. Prestem atenção, pois juntos tiraremos algumas conclusões. Usamos o verbo “stare” nos seguintes casos:

  1. com o gerúndio em construções como: cosa stai facendo? Sto leggendo (O que você está fazendo? Estou lendo);loro stanno cantando (eles/elas estão cantando);
  2. ao cumprimentar alguém, seguido dos advérbios bene, male, meglio, peggioCome stai, Anna? Sto bene, ma un po’ stanca [estou bem, mas um pouco cansada); oggi sto meglio di ieri (hoje estou melhor (do) que ontem); mia sorella sta male, ha preso un brutto raffreddore (minha irmã está mal, pegou uma gripe horrível).
  3. ao dar uma ordem ou comando: sta’ fermo/zitto! (fique ou fica parado;/cale ou cala a boca); state atteti(prestem atenção/estejam atentos);
  4. com algumas frases feitas ou expressões: se le cose stanno cosi, penso che sia meglio non dire nula (se as coisas estão desse jeito/modo, penso que é/seja melhor não dizer nada); perché te ne stai rinchiuso in te stesso? (porque você se fecha em si mesmo?)
  5. quando após o verbo “stare” temos a preposição “per” e um verbo no infinitivo, que indica um futuro próximo:lui sta per arrivare (ele está para chegar); sta per cominciare un nuovo corso di italiano (está para começar um novo curso de italiano).

Para refletir: terão percebido que pelo menos três desses usos são bem comuns na língua portuguesa, como, por exemplo, as construções perifrásticas para indicar o gerúndio, também construído com o verbo auxiliar “estar” + o verbo principal com o acréscimo de –ndo (sto amando/estou amando) e “estar para”, que indica a iminência de uma ação (sto per chiamarla/estou para ligar para ela). Quando queremos saber sobre a saúde ou estado de ânimo de alguém em português, também usamos o verbo “estar” seguido dos advérbios “bem, melhor, mal, pior”. Já para a construção “stai zitto/fermo” teremos que traduzir usando o verbo “ficar” no imperativo ou usar diretamente o verbo principal no particípio passado: “fique ou fica calado/parado!” ou “calado/parado!”.

Arrivederci e buono studio

Claudia

Claudia e Luciana

Cláudia Lopes é formada em letras pela UFRJ (português-italiano). Luciana Rodrigues é formada em letras pela Università di Roma La Sapienza.

4 comentários

  • 05/09/11  
    Dennis Rottino diz: 1

    ciao mi hai fatto ricordare questo verbo que é anche molto inporttante e rarramente io lo utilisava Grazie e complimenti per il vostro lavoro.

  • 06/09/11  
    Claudia Lopes diz: 2

    E’ vero, è un verbo assai importante della lingua italiana a volte un po’ dimenticato. Più avanti approfondiremo anche gli usi e le particolarità del verbo “avere”. A presto!

  • 07/11/11  
    Daniel A. de Carvalho diz: 3

    Estou iniciando o curso de italiano, gostei muito de ter encontrado esta informação. obrigado.

  • 07/11/11  
    Daniel A. de Carvalho diz: 4

    Gostei muito de ter encontrado essa informação, pois estou iniciando o curso de italiano. Obrigado.